Cenário do agronegócio mundial será tema de seminário em Cuiabá (MT)

Evento será entre os dias 23 e 25/4 e contará com três palestrantes. Inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do seminário.

O Cenário Agro Mundial será o tema do primeiro painel do Seminário Internacional da Integração do Agronegócio com o Sistema Judicial, que acontece de 23 a 25 de abril, no hotel Gran Odara, em Cuiabá. O objetivo é contextualizar o atual cenário econômico e fazer uma análise da realidade e das perspectivas da economia e da produção rural no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.

O evento é realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) em parceria com outras entidades do agronegócio e do sistema judiciário estadual.

A abertura do debate será às 16h30 do dia 24 de abril, com o economista sênior do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Levin Flake. Sua palestra apresentará os principais fatores globais que devem impactar, tanto positivamente como negativamente, o comércio agrícola mundial e americano nos próximos 10 anos.

Segundo ele, estes fatores incluem a classe média crescente em mercados emergentes como a da China, a liberação contínua do comércio, o papel crescente da biotecnologia agrícola, a produção de biocombustíveis e outros fatores. “Também discutirei a perspectiva de longo prazo do USDA em relação a preços, área e exportações para os principais produtos agrícolas americanos como a soja, o trigo, o milho e a carne de boi”, conta o economista.

O panorama do modelo europeu de agricultura será apresentado pela diretora executiva do Comitê Europeu e Direito Rural, da França, Letícia A. Bourges. Para ela, o principal desafio da Europa é garantir a produtividade de acordo com padrões sustentáveis.

Ela conta que, na França, por exemplo, o ministro da Agricultura está empenhado em aumentar a gestão agroecológica. Em sua opinião, para alcançar esse objetivo, agora é possível criar grupos com interesses ambientais a fim de melhorar o desempenho econômico, ambiental e social no país. “Além disso, a origem da carne agora pode ser incluída nos rótulos. Na Inglaterra, fala-se de ‘ecological intensivity’ e há iniciativas no sentido de rever as relações contratuais, de modo a aumentar o número de empresas eficientes”, pontua Letícia.
A sustentabilidade da produção agropecuária no Brasil será apresentada pelo Engenheiro Agrônomo e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Ricardo Arioli.

Segundo ele, o país tem bons exemplos que devem ser compartilhados.

“A produção de duas safras em uma mesma área é um dos melhores exemplos de produção sustentável. Outro exemplo é a Reserva Legal, hoje temos dentro das propriedades brasileiras corredores de biodiversidade com animais silvestres.

A Área de Preservação Permanente (APP) também pode ser citada como um exemplo de sustentabilidade da produção brasileira”, explica Arioli.

Inscrições
O Seminário Internacional da Integração do Agronegócio com o Sistema Judicial é gratuito e destinado aos produtores rurais, magistrados, advogados e representantes do agronegócio.

Serão disponibilizadas 400 vagas.

Para participar,  basta fazer a inscrição pelo site: http://www.sistemafamato.org.br/seminario.

Mais informações podem ser fornecidas pelo  (65) 3928-4421 e e-mail eventos@famato.org.br .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s