Exportações do agronegócio cresceram 8,7% em volume em janeiro deste ano

Carne suína, celulose, milho e farelo de soja foram destaques dos embarques do setor

O volume das exportações brasileiras do agronegócio aumentou 8,7% em janeiro deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2015. O número consta da balança comercial dos primeiros 31 dias de 2016, divulgada nesta sexta-feira (5) pela Secretária de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em valores, o desempenho do comércio exterior do setor teve retração.

Segundo a SRI, as exportações de produtos agropecuários somaram US$ 4,98 bilhões em janeiro deste ano. O valor é 11,7% inferior aos US$ 5,64 bilhões alcançados no mesmo mês de 2015. “A queda ocorreu mesmo com volume recorde exportado de inúmeros itens”, ressaltou a secretária de Relações Internacionais, Tatiana Palermo. “O decréscimo no valor embarcado ocorreu, sobretudo, por causa da diminuição dos preços médios de exportação dos produtos do setor”.

Ainda de acordo com os números da SRI, as importações também diminuíram, caindo de US$ 1,24 bilhão em janeiro de 2015 para US$ 913,09 milhões no mês passado. É o menor valor importado desde 2010 para os meses de janeiro, conforme a secretaria.

Os dados divulgados pelo Mapa mostram também que o saldo comercial da balança do agronegócio foi de US$ 4,07 bilhões em janeiro deste ano. Esse resultado foi US$ 332,20 milhões inferior ao registrado no mesmo mês de 2015.

No mês passado, os cinco primeiros setores exportadores do agronegócio em valores foram carnes (18,6% do total embarcado), produtos florestais (16,2%), cereais, farinhas e preparações (16%), complexo soja (12,5%) e complexo sucroalcooleiro (9,8%). Essas cinco cadeias produtivas, destaca a SRI, foram responsáveis por 73,1% do valor total exportado em janeiro de 2016.

Em volume exportado, as carnes de frango, bovina e suína tiveram, respectivamente, crescimento de 14,8%, 10% e 65,3% em janeiro deste ano.

Os mercados que mais contribuíram para o crescimento da carne suína foram Hong Kong, China, Cingapura e Argentina.

Fonte.: Cenário Agrícola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s