Blairo Maggi adverte que agronegócio não pode depender somente da interferência do governo

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP-MT), defendeu a transparência no serviço público e garantiu aos produtores que fará tudo para ajudar ao desenvolvimento do setor a fim de evitar que os agricultores e pecuaristas necessitem o tempo inteiro da interferência do governo para sobreviver. “Só não quero que ele [o Governo] atrapalhe. O resto a gente sabe fazer”, afirmou ele, durante o Bahia Farm Show, na cidade de Luiz Eduardo Magalhães (BA).

Para Maggi, os produtores precisam que os negócios sejam rentáveis e sustentável, sem a necessidade de depender de recursos do governo. “Quero fazer minha passagem pelo Ministério, levando a experiência dos agricultores, do sofrimento, das dificuldades, para fazer esse negócio se transformar naquilo que nós sempre sonhamos: uma coisa rentável e sustentável, sem ficar mamando nas tetas do governo”.

O ministro aproveitou a oportunidade para informar aos produtores que vai intensificar a ouvidoria do Ministério da Agricultura a fim de que eles possam ter um canal de comunicação direto com a Pasta. A ideia é impedir o excesso de burocracia e que alguns servidores criem dificuldades para vender facilidade.

A questão ideológica também foi abordada pelo ministro em seu discurso. Na avaliação de Blairo Maggi muitos dos problemas enfrentados pelos produtores atualmente foram criados pelo viés ideológico do governo anterior.

Maggi, no entanto, afirmou que ao assumir a Presidência da República Michel Temer já sinalizou para uma nova direção. O ministro acredita que o viés ideológico que existia está se dissipando dentro do governo, o que será positivo para os agricultores e pecuaristas.

Com relação à questão da burocracia o ministro Blairo Maggi destacou que pretende agilizar ao máximo os processos em sua gestão. “Tem muitas coisas na agricultura que não depende de dinheiro, depende de atitude, depende de provocar os técnicos, provocar as mudanças. Fazer com que o processo ande, fazer com que o papel saída da mesa”.

Com relação à questão política, Blairo Maggi lembrou que o país enfrenta sérios problemas nas áreas política e econômica e que pretende ajudar a sair da crise com trabalho. Ele, no entanto, fez questão de ressaltar que não fará indicações ou nomeações que possam beneficiar um grupo político.

“No meu período já disse a todos que não quero saber de confusão no Ministério. Disse que se o partido achasse que a indicação política de Blairo Maggi pudesse ajudar o partido a viabilizar os recursos para o partido, ‘não me convidem que eu não quero’. Minha ida ao Ministério é para fazer um trabalho e não para fazer confusão”, avisou o ministro.

Ao final, Blairo Maggi voltou a garantir apoio aos produtores e dizer que o Ministério da Agricultura estará de portas abertas para receber a todos.

Fonte.: Agro Olhar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s